sábado, 17 de junho de 2017

O SILÊNCIO FALA ALTO

O tempo no meu quarto demora a passar

S olidão ingrata não quer sair do meu lado
I nfelizmente o telefone não vai tocar
L amento, mas o meu destino está desenhado
E screvo poesias tristes para me distrair
N o meu peito um vazio que chega a sufocar
C oração não suporta a dor que não quer sair
I nconformado eu fico por nada poder mudar
O gelo toma conta dos quatros cantos da parede

F alta alguém ao meu lado pra comigo conversar
A compania é a minha fome é a minha sede
L evo a vida sem motivos para comemorar
A realidade me assusta e chega a me dar medo

A s história é a mesma e não sei como modificar
L uto e permaneço de luto e não tem segredo
T anto eu queria, mas não tenho com quem desabafar
O s meus dias de alegrias dão pra contar nos dedos

Nenhum comentário: