sábado, 4 de outubro de 2008

QUAL É O SEU PREÇO

A mor,qual é o seu preço?
--me fale que eu posso pagar
R eceba o que eu lhe ofereço
--quantia maior, ninguém vai ofertar
I mpossível!,quero ver você recusar
--já tenho o dinheiro na mão
A gora só falta você aceitar
--a minha proposta é em vão?
N enhum dinheiro tem tanto valor
--é inúltil continuar a tentar
E ntenda que o amor não tem preço
--ele é de graça,pra quem sabe amar

Nenhum comentário: